Videowall rouba a cena em bares de esportes nos Estados Unidos

Videowall rouba a cena em bares de esportes nos Estados Unidos

0 481
videowall bar
videowall bar

O videowall permite aos fãs acompanhar vários jogos ao mesmo tempo

O videowall se transformou na alma dos famosos sports bars americanos. Quase uma referência da cultura yankee, é uma tradição dos homens, e das muito paqueradas garotas, se reunirem para acompanhar as diversas ligas profissionais do país. “O esporte faz parte da nossa vida, e é legal ter um espaço especializado para poder acompanhar de forma confortável as partidas”, fala Sam Gavin, morador da gelada Minneapolis, no norte do país. “Durante o inverno é impossível ficar ao ar livre, e o esporte é uma forma de entretenimento social, mesmo que você venha sozinho, você sai cheio de companheiros, afinal, você precisa reclamar do juiz para o sujeito ao lado”, brinca Sam.

A própria expressão videowall, do inglês parede de vídeo, nunca encontrou um lugar mais perfeito para estar presente. “Se você trouxer alguém vendado, a pessoa não sabe se está em um bar ou uma loja de TVs”, faz piada o advogado Harry Parker, morador de Seattle. “É muito legal a presença do videowall por todos os lados, te permite circular pelo bar e ninguém é prejudicado, porque não há pontos cegos, em todas as mesas você consegue assistir tranquilo”, completa Harry. “Aqui nos Estados Unidos, levamos essa coisa tão a sério, que há televisores até em frente aos mictórios em alguns bares”, ele brinca.

Outra vantagem do videowall para um estabelecimento desse segmento é poder controlar totalmente o conteúdo exibido. Como o videowall é composto por vários monitores interconectados, é possível dividir a tela em mais de uma atração ao mesmo tempo. “Nosso objetivo é agradar os clientes. Pegue a NFL, Liga de Futebol Americano, como exemplo. Em um domingo, nós temos em média seis jogos acontecendo ao mesmo tempo na rodada. Normalmente, o fã do esporte quer ver os melhores confrontos, a não ser que possa assistir o seu time do coração, então, em cada videowall, temos três no total, fora as TVs individuais, escolhemos um jogo como destaque e deixamos outros dois em segundo plano. Tentamos agradar a todos”, conta o empresário John Fitzgerald, dono de um bar em Atlanta.

Os americanos vivem na vanguarda da tecnologia. É o maior mercado consumidor do mundo. Produtos como o videowall fazem muito sucesso. Ao contrário do que muitos pensam, a montagem de um videowall não utiliza televisores, mas sim, monitores, e de um tipo especial, profissional, com tecnologia LFD. Este tipo de monitor foi desenvolvido para permanecer ligado por uma grande quantidade de horas e para a configuração de videowalls. Inclusive, os tais monitores podem ser utilizados na posição normal, horizontal, ou virados de lado dependendo da necessidade do usuário.

Nos bares de esportes americanos, há todas as configurações possíveis de videowall. Em cima do bar, pendurados no teto, verticais, horizontais, e o que mais a imaginação permitir. Mas de uma coisa todos podem ter certeza, sempre vai haver cerveja gelada, petiscos e seu time favorito no ar.

NO COMMENTS

Leave a Reply